Me desterro – Miguel de Unamuno

O espanhol Miguel de Unamuno (1864-1936),pedagogo e filósofo, ficou célebre como ensaísta e como romancista. Na sua visão da vida esteve sempre  presente um grande desejo de imortalidade. 
Para ele, a vontade que o homem tem de viver para além da morte é constantemente negada pela razão e só pode ser satisfeita através da fé. A tensão que resulta deste conflito origina uma agonia constante.

 

Me desterro

Miguel de Umamuno
Tradução: Débora Andreza Zacharias

Me desterro para a memória
Vou viver das lembranças
Busquem-me, se eu os perder,
no ermo da história,

que é enfermidade a vida
e morro vivendo enfermo.
Eu vou, sim, vou ao ermo,
onde a morte me esqueça.

E os levo comigo, irmãos,
para povoar meu deserto.
Quando pensares que estou morto,
volto a tremer em suas mãos.

Aqui os deixo minha alma-livro,
homem-mundo verdadeiro.
Quando vibrares por inteiro,
sou eu, leitor, que em ti vibro.

Fontes:
Me destierro
Texto de apoio

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s