Poesia de Mario Benedetti, um dos mais importantes escritores uruguaios. Ele escreveu mais de 80 livros de poesia e essa que escolhi traduzir está no livro "Las soledades de Babel", da Editora Sudamericana.
Até a próxima.

Mundo

Mario Benedetti
Tradução: Débora Zacharias

Não acredites no que te contam do mundo
na verdade, o mundo é incontável
no mínimo é a tua capital

não acredites no que te contam do mundo
mesmo os que te amam mentem sobre ele
provavelmente sem saber que mentem

na vigília te sentirás distante
testemunha do teu mundo a partir do mundo
sem nuvens da tua respiração nos vidros

a fumaça do homem se elevará na noite
e não saberás de onde vem o fogo
mas a expectativa tornar-te-ás humilde

no mundo um abismo é um orifício
as perguntas em vão / um velho costume
os desatinos / marca ancestral

não acredites no que te contam do mundo
(sequer nisso que eu estou contando)
já te disse que o mundo é incontável

Fim